Violentos pelo Reino


Mateus 11:12

“Desde os dias de João Batista até agora, o reino dos céus é tomado por esforço, e os que se esforçam se apoderam dele”.



A alguns dias, enquanto estava num momento de oração, o pai começou a falar ao meu coração sobre esse versículo. Sinceramente, nunca entendi qual o real significado dessa expressão que a palavra utiliza “tomar por esforço”, até que o pai deu a revelação disso. Como sempre digo muito melhor que mil palavras conhecidas e estudadas, é uma palavra revelada. Pois ela carrega um poder vivificante e ao mesmo tempo refrescante da parte de Deus.
Algumas traduções, dizem que o reino é tomado por violência, e os violentos se apoderam dele. Gosto muito dessa expressão: Violentos. Para alguns, isso pode representar alguém nervoso, irado, que adora brigar e fazer tudo a base da força bruta. Mais vejo ai algo poderoso que o pai quis nos ensinar. Entendo também que violento, é algo forte. Por um exemplo, você já ouviu alguém dizer: “Nossa, que tempestade violenta!” ou “Que calor violento!”? Vemos que a palavra violência também se aplica a força empregada em algo. E foi ai que comecei a meditar na vida de João Batista, um homem muito “violento”. Ele cria de tal maneira no seu chamado e na sua vocação em Deus, que começou a pregar no deserto e a dizer ao povo: “Arrependei-vos!”, isso sem ver nenhuma aparência externa de algo, mais pela fé. Ele empregou toda a sua força, no esforço de trazer o povo ao arrependimento. Começou a confrontar o rei, acerca do seu pecado, e por fim acabou morrendo, com sua cabeça cortada, por causa da sua fé. Ele não se abateu, não desistiu da sua tarefa, mais prosseguiu até a morte.
Depois continuei e comecei a ver a vida de Jesus. Posso dizer que Jesus é o homem mais violento que eu já vi. Ele sabia quem era, e sabia o que exatamente tinha que fazer.
Jesus foi o homem que mais se esforçou pelo reino, e para fazer do reino dele uma realidade. Ele largou tudo, a glória que ele tinha o poder, a presença real do pai, a adoração dos anjos, a posição de honra que ele tinha nos céus e se humilhou assumindo a forma de servo (Filipenses 2:7), Jesus se esforçou em fazer a obra de salvação de maneira completa. Conviveu com seu traidor durante 3 anos, andava com homens que eram extremamente rudes, amava seus inimigos e orava por eles, pregava as boas novas de salvação a todos, enfim, ele colocava toda a sua força nesse propósito, e por isso, se tornou o rei deste reino. Ninguém mais pagou um preço tão alto por algo, ou por alguém... Ninguém deixou o céu, e veio morar na Terra em forma humana, só ele. Ninguém era tão corajoso como ele.
E então entendi, que até mesmo Jesus se esforçou para conquistar o reino, para se apoderar dele, e se tornar Rei do reino, pois ele tinha largado tudo, e se humilhado a figura humana, e agora, como humano, precisava viver e se apoderar do reino como qualquer outro homem, para nos dar o exemplo de esforço que deve ser feito.foi então que comecei a orar e a chorar muito e comecei a adorá-lo. Só conseguia declarar que ele é o Rei. Eu não tinha mais palavras pra falar, nem grandes orações a fazer, eu só queria declarar que ele é o Rei.
Mais foi ai também que percebi o exemplo dele para mim. Muitas vezes me deixo levar por poucas coisas. Momentos as vezes nos roubam da presença e do amor dele. Quando estamos buscando algo no Pai, a maioria das vezes desistimos fácil demais, não deixamos que essa violência espiritual tome conta de nós, e nos tornemos como Jesus. A verdade, é que viver um cristianismo qualquer é fácil demais, e a realidade é que sem esforço jamais alcançaremos esse reino, e jamais nos apoderaremos dele.
Deus nesses dias, deseja levantar uma geração violenta, que luta contra a carne, contra o desejo mundano, contra a tentação de viver um evangelho do “oba-oba”, como temos visto muitos pregarem. Deus deseja que nos esforcemos em nos apoderar do reino. Que possamos desejar o reino, e estar em uma santa expectativa em relação ao seu reino e ao seu governo.
Precisamos orar mais, buscar mais, nos consagrar mais. Assumir nossa posição como luzeiros no mundo (Filipenses 2:15), e experimentar uma manifestação real da presença e do amor de Deus em nossas vidas. Você tem que crer com violência, amar com violência, e se entregar violentamente pelos perdidos, assim como Jesus fez, ele é nosso modelo, e assim como ele se tornou rei, por causa do seu sacrifício, assim também você vai experimentar um novo nível na presença deste Pai, quando começar a desejar violentamente sua presença e sua manifestação em sua vida.
Por isso queridos, posso dizer sem medo de errar, que se você se deixar levar pela vontade carnal, jamais vai experimentar a gloriosa vontade de Deus pra sua vida. Não seja como o homem dobre, que começando algo em seu coração logo desiste e deixa de lado o que esta fazendo, não, seja violento, lute em Deus até que você veja a manifestação dele em sua vida. Não desista, seja violento, levante a bandeira e guerreie no poder e na autoridade do Pai!
Seja violento e agressivo, pelo Rei e pelo Reino!!!

Paz, Sangue e Fogo!
Jorge Campos
Ministério Rio de Sangue.

Comentários

Danilo Benvenuto disse…
Que Deus continue usando a sua vida como um instrumento violento e profético para a edicação de sua própria vida e das nações!

Paz!
sandra cruz disse…
O povo de Deus,nos dias de hoje, está preparado para expulsar legião de demônios em uma vida oprimida?

E Jesus, respondendo, disse: O geração incrédula e perversa! até quando estarei eu convosco, e até quando vos sofrerei? Trazei-mo aqui.E, repreendeu Jesus o demónio, que saiu dele, e desde aquela hora o menino sarou.Então os discípulos, aproximando-se de Jesus em particular, disseram: Por que não pudemos nós expulsá-lo?E Jesus lhes disse: Por causa de vossa pouca fé; porque em verdade vos digo que, se tiverdes fé como um grão de mostarda, direis a este monte: Passa daqui para acolá, e há de passar; e nada vos será impossível.Mas esta casta de demónios não se expulsa senão pela oração e pelo jejum.(Mateus 17:17 a 21)

Postagens mais visitadas